Taxa de Metabolismo Basal – Como Calcular - Calistenia Fitness F15D
Hospedagem de Sites F15D Network

Taxa de Metabolismo Basal – Como Calcular

Taxa de Metabolismo Basal – Como Calcular

Se te perguntássemos a respeito do metabolismo basal, você saberia responder o que é? Você sabe como calcular a taxa de metabolismo basal? Então continue lendo para descobrir as respostas para esses questionamentos.

Você certamente já deve ter ouvido falar do metabolismo. Corresponde ao conjunto de reações bioquímicas e hormonais que permitem que os órgãos e células presentes no organismo humano funcionem de maneira adequada. Em outras palavras, ele compreende todas as funções que o nosso corpo exerce. Como digestão, respiração, reparação das células, produção de energia, construção e manutenção de tecidos. Inclusive os batimentos do coração e funções cerebrais, de modo que nós continuemos vivos.

O ritmo de trabalho do metabolismo varia de pessoa para pessoa, de acordo com fatores como idade, sexo e peso. Além disso, o segredo para ter um metabolismo saudável – e por consequência um corpo também saudável – é a alimentação saudável.

O metabolismo basal

O metabolismo basal se refere à quantidade mínima de energia que o corpo humano necessita ter à sua disposição enquanto está em repouso para que consiga sobreviver. Ou seja, equivale ao número de calorias que são gastas durante o sono e ao valor mínimo de calorias que cada um deve ingerir durante o dia. Vale ressaltar que o termo não se aplica à quantidade de energia que o corpo gasta quando já está acordado.

Receitas que Aceleram o Metabolismo

Essa taxa mínima energética é necessária ao organismo para que ele consiga exercer funções vitais que não são interrompidas durante o sono. Como a respiração e o bombeamento de sangue. Pensando especificamente no metabolismo, essa quantia básica de energia é fundamental para que ele receba a quantidade adequada de fluidos que o regulam.

A taxa de metabolismo basal

Assim como acontece com o metabolismo, o metabolismo basal varia de um indivíduo para outro. O índice que revela a quantidade de energia que cada pessoa gasta enquanto dorme é chamado de Taxa de Metabolismo Basal. Entre alguns aspectos que definem esta taxa, encontram-se idade, sexo, fatores genéticos, peso e altura. Inclusive o tipo e frequência de atividade física.

Esse valor ainda muda conforme o percentual de gordura e músculos que a pessoa possui em seu corpo. Os músculos queimam três vezes mais energia do que a gordura. Logo a taxa de metabolismo basal de uma pessoa com um percentual baixo de gordura será maior do que aqueles que possuem uma porcentagem alta da composição.

Além disso, doenças são outro aspecto que influenciam a taxa de metabolismo basal. Por exemplo, quando alguém está com febre, a cada 0,5º C que a condição aumenta em sua temperatura, o índice aumenta em 7%. Já quando o indivíduo sofre com a produção inadequada de hormônios por parte da glândula tireoide, essa taxa decresce de 30 a 40%.

Apresentação sobre o Método Bumbum Na Nuca

Bumbum na Nuca

Como calcular a taxa de metabolismo basal

A Taxa de Metabolismo Basal (TMB) corresponde a quantidade mínima de energia em calorias necessárias, durante um dia, para que o corpo consiga exercer suas funções biológicas, no estado de repouso e em jejum de 12 horas. 

Para obter o cálculo estimado do valor da taxa de metabolismo basal é preciso utilizar uma fórmula que leva em consideração fatores como idade, peso, altura e sexo.

Cálculo da TMB para Homens

Quem deseja calcular o índice de um homem é preciso seguir a seguinte equação:

Homens TMB = 66 + (13,7 x Peso) + (5,0 x Altura em cm) – (6,8 x Idade)

Tendo isso como base, podemos concluir que um homem de 35 anos, com 175 cm de altura e 70 quilos possui uma taxa de metabolismo basal de aproximadamente 1700 calorias por dia.

Cálculo da TMB para Mulheres

Já para saber a quantidade de calorias referentes a uma mulher, a fórmula que deve ser aplicada é um pouco diferente:

Mulheres TMB = 665 + (9,6 x Peso) + (1,8 x Altura em cm) – (4,7 x Idade)

Isso indica que, por exemplo, uma mulher de 24 anos, 1,70 de altura e 70 quilos apresenta uma taxa de metabolismo basal de cerca de 1530 calorias diárias.

Fórmula Harris-Benedict

Esses dados indicam que o homem que usamos para exemplificar a fórmula precisa consumir 1700 calorias diariamente e a mulher deve ingerir 1530 calorias.

As maneiras de cálculo que vimos acima fazem parte do método da equação Harris-Benedict que foi elaborado no ano de 1919. Há ainda uma outra forma de descobrir a taxa de metabolismo basal. Além dos dados pedidos pela Fórmula Harris-Benedict, leva em consideração também o gasto calórico que a pessoa tem durante sua prática diária de atividade física.

Para descobrir esse valor é necessário adicionar o número da taxa de metabolismo basal obtido na equação Harris-Benedict com o tempo gasto no exercício físico multiplicado pelo número de calorias gastas por minuto.

Com isso, temos a seguinte fórmula:

Harris-Benedict + (Tempo x Calorias por minuto)

Por exemplo, vamos supor que o homem que citamos acima corra 20 minutos por dia e tenha um gasto calórico de 296 a cada sessão de corrida. Podemos concluir que sua taxa de metabolismo basal é de aproximadamente 1996 calorias por dia (1700 + 296 = 1996).

Já se formos aplicar a segunda fórmula utilizando o caso da mulher e supormos que ela corre 30 minutos por dia, gastando 444 calorias por treino, seu índice subirá para em torno de 1974 (1530 + 444 – 1974).

O segundo cálculo nos fornece um valor mais aproximado do real. Entretanto, ele pode ser mais complicado de ser aplicado. Visto que nem sempre é possível definir o gasto calórico exato em uma atividade física. Isso porque o número varia de acordo com o peso do indivíduo, a intensidade do treinamento e a velocidade em que ele é feito.

Para facilitar ainda mais você pode usar a Calculadora da Taxa Metabólica Basal e ver quantas calorias você vai precisar para obter seu peso ideal.

Calculadora da Taxa Metabólica Basal

Bumbum FIT22: Aula 01

Bumbum FIT 22

Catabolismo x anabolismo

Uma das formas de obter energia se dá através da ingestão calórica. Mas quando isso não ocorre, e a ingesta for menor que a necessidade, o corpo reage com uma serie de reações intracelulares de quebra (lise). A fim de ofertar energia, chamada de catabolismo. O catabolismo cursa com a quebra dos estoques de energia.

Primeiramente em forma de tecido gorduroso, hepático e nas reservas energéticas dos músculos. Em seguida, se necessário for, na quebra das próprias estruturas. Por isso que falamos que existem doenças ou situações catabólicas, ou consumptivas. Pois consome toda a reserva energética do indivíduo. São elas: desnutrição, câncer progressivo, doenças infecciosas agudas ou crônicas e graves, febres.

O raciocínio do anabolismo é exatamente o contrário. A obesidade parece estar desregulada a fim de sempre caminhar para o anabolismo. Mas numa predileção de criar tecidos de estoque de energia em forma de gordura e não na hipertrofia. Outra forma de anabolismo que cursa com formação e aumento de músculos. Resumindo, o catabolismo destrói e o anabolismo constrói.

Alimentação FIT Para Hipertrofia

Então, qual a relação desses mecanismos com a TBM?

Depende, para que o indivíduo esteja em anabolismo não necessariamente está com elevadas TBM. O metabolismo quando elevado e bem nutrido, é uma boa condição para construção muscular. Porém situações como hipertireoidismo, câncer, doenças infecciosas agudas, também apresentam altas TBM e não ocorre anabolismo. Ocorre o contrário, o catabolismo.

Já TBM baixas ocorrem em situações que o catabolismo está ocorrendo. Por exemplo, indivíduo que tenta emagrecer e realiza dieta hipocalórica. O organismo irá identificar isso como um risco a vida, e para mantê-la, realiza a manobra de reduzir a TBM.

Indivíduos com elevado estimulo para aumento do gasto energético através de exercícios e estimulantes, deveriam estar com elevada TBM para construção muscular. Porém, se realizar restrição alimentar, entra em catabolismo e redução da TBM. Portanto, um profissional que entenda dessa fisiologia e essas relações é essencial para alcançar seus objetivos.

Fontes:

Dra. Patrícia Leite; e

Dra. Lia Lima.

[Para Mulheres] Quer Definir e Ganhar Massa Magra?

O Método Bumbum na Nuca é muito eficiente para tonificar e ganhar massa muscular, com foco nos glúteos e pernas, mas que serve para o corpo todo, não deixe de conferir. Baixe o E-book Grátis para conhecer este outro incrível método Clicando Aqui.

Gratuito - Para Mulheres - Bumbum na Nuca

Você consegue identificar a sua taxa de metabolismo basal através desta fórmula acima? Acredita que precisa mudar seus hábitos de dieta e exercícios para melhorá-la? Comente abaixo!

Institucional

F15D Vitalício: Como funciona

F15D Vitalicio

Receba conteúdos de qualidade como este no Facebook:

Links Recomendados:

Envie seu comentário